Afinal de contas, a escola do seu filho deve ensiná-lo a limpar a bunda?

Você pode não acreditar, e eu, tampouco tenho como provar, o fato é: escutei da mãe de uma criança de cinco anos a queixa de que a escola, onde o filho passa cerca de 12 horas por dia, deveria ensinar a criança a fazer a própria higiene.

Está claro, pelo menos para mim, que há uma inversão de valores na cabeça dos pais dessa geração, que agora é moda chamar de Z, porque são as crianças da era da tecnologia e da sustentabilidade.

Os pais estão trabalhando cada vez mais e, cada vez mais sem tempo, delegam o papel deles às instituições de ensino.

O grande mal do século, o tempo, está corrompendo o sistema de ensino da sagrada instituição ESCOLA.

Estamos em período de matrículas e a procura agora é por escolas que oferecem amplos espaços, para que as crianças que moram em apartamento possam brincar, também para aquelas cujos pais têm preguiça de dar uma volta no parque com a bicicleta em punho, possam correr livremente. Além disso, pais “modernos” e plugados procuram escolas com computadores de última geração em seus laboratórios, porque é um orgulho dizer que o filho sabe mexer na Internet “sozinho”, e professores engessados que obedeçam tim tim por tim tim das regras impostas pela instituição, que por sua vez, está engessada pelas gordas mensalidades pagas pelos pais.

Apertar o cinto para pagar pelo “melhor” caminho no aprendizado de seu filho é louvável, entretando, não se pode louvar esperar da escola a educação que deve vir de casa.

Esse assunto já é batido, sabemos.

A pergunta é: por que raios, não há uma mudança de atitude e a cobrança só piora ano após ano?

Eu tenho a impressão de que as escolas estão muito dependentes do dinheiro dos pais e estão baixando a crista para as novas ordens impostas por eles.

Juro que estou tentando fazer algo pela educação. Pela educação de todas as crianças, não apenas as minhas. Tenho trabalhado junto de algumas instituições e acompanhado de perto muitos trabalhos.

O bom é que, com isso, já começo a compreender como os novos pais estão cuidando de suas higienes mentais.

Não sei se devo ou se tenho capacidade para “ajudar” essa gente. Há muito pela frente, sem dúvida.

Especialmente bunda, porque essa todo mundo tem e eu não pretendo limpar a de ninguém.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s